Voltar

Compliance: principal aliado do gestor no combate a fraudes e desvios no hospital

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Adotar uma política de compliance é garantir sobrevivência para o negócio e segurança para o paciente

Por Editorial GesSaúde

O momento político e econômico do Brasil pede cada vez mais transparência nas relações entre os diversos agentes do setor. Por isso, implantar uma política de compliance é fundamental para garantir que os colaboradores sabem exatamente como agir, em especial na Saúde, onde casos de corrupção surgem todos os anos. Por isso, especialistas apontam que adotar uma estratégia de compliance nesse cenário traz benefícios o hospital do ponto de vista de negócio e também para o paciente, pois há redução nas fraudes e desvios.

De acordo com o professor Klaus Suppion, coordenador do curso a distância de Ciências Contábeis da Universidade Metodista de São Paulo, o compliance é uma garantia estratégica de que o funcionamento da organização de Saúde está de acordo com normas legais e ética. “Os princípios do compliance são norteadores de uma prática voltada para a ética, significando estar de acordo com as normas legais e regulamentares. Para organizações de saúde, é ter certeza de que as diretrizes e políticas institucionais estão sendo seguidas”, explicou o docente.

Um hospital que não tem uma prática de controle de práticas éticas corre o risco de não somente enfrentar prejuízos financeiros por conta de fraudes e desvio, pode também macular o relacionamento com parceiros. “Empresas com princípios de compliance tendem a reduzir privilégios e fraudes. O desembolso com fraude é tratado dentro das empresas operadoras com extremo cuidado, pois parceiros como clínicas, hospitais e demais agentes são mapeados com mais critério quando não apresentam uma política de compliance no seu escopo. Exemplo claro é com fornecedores que precisam alinhar suas estratégias de preços competitivos com o mercado, uma vez que empresas que não se utilizam de princípios éticos podem fazer pagamentos por fora para compradores aceitarem seus preços”, salientou Suppion.

Além disso, quanto maior o porte e menos madura a gestão da organização, maior é a possibilidade do descontrole com a atuação de agentes resultar em episódios que podem gerar uma opinião pública desfavorável para a instituição. Em julho deste ano, a Operação Ressonância da Polícia Federal prendeu 20 pessoas e bloqueou R$ 1,2 bilhão dos envolvidos. O alvo foi um suposto esquema de corrupção envolvendo empresas com atuação junto à Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro e no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into).

Por isso, o compliance é a ferramenta que garante ao gestor manter o funcionamento da instituição dentro das questões legais e éticas, além de fornecer segurança para o negócio e para o cliente, objetivo central de qualquer organização de Saúde. “O cenário de compliance é sem retorno, uma vez que todos ganham. O compliance apresenta confiabilidade no processo, reduzindo custos das operadoras com fraudes. Já para hospitais ou parceiros na gestão da empresa, princípios de conformidade e éticos são orientadores para a certeza de que as diretrizes e políticas institucionais estão sendo seguidas”, frisou o professor da Universidade Metodista.

Saiba mais:

Planejamento anual do hospital: comece já a preparar o seu

Recursos de apoio à decisão clínica + inteligência artificial: uma solução poderosa para a Saúde

Atenção primária: por que ela é cada vez mais necessária

Foto: Pixabay


25 de setembro de 2018 | Atualizado dia 16 de outubro de 2018


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão Hospitalar

Gestão de pessoas: o perfil do líder para engajar as equipes

Garantir a melhor experiência do cliente está entre as principais características do bom gerenciamento os recursos humanos Por Editorial GesSaúde…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Como ajustar o modelo de negócio para tornar a instituição independente de seus sócios

Especialista aponta diretrizes da governança corporativa para que organizações de Saúde alcancem uma administração eficaz Por Editorial GesSaúde O modelo…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Harmonização das bases da informação: a chave para reduzir a variabilidade do cuidado

Decisões clínicas são tomadas por diferentes personagens, mas devem estar alinhadas para garantir qualidade da assistência Por Eleonora Sertorio* Em…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos