Voltar

Conheça os 9 passos para estruturação do Processo de Enfermagem

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Implantação do SAE oferece maior segurança ao paciente e garante qualidade nos serviços prestados pelas equipes

Por Priscilla Martins*

Dia 12 de Maio é comemorado o dia Mundial da Enfermagem e o Dia do Enfermeiro, profissão que possui como um dos principais pilares o cuidado e o bem estar do indivíduo. Mesmo sendo uma profissão antiga e com sua primeira escola de enfermagem fundada em 1860, nos dias atuais percebemos diversas atitudes de falta de respeito e que colocam em risco a vida destes profissionais, além de desconhecimento de grande parcela da população em relação a sua autonomia profissional e suas diversas áreas de atuação.

A campanha Nursing Now foi divulgada no Brasil no dia 24 de Abril e é uma Iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Conselho Internacional de Enfermeiros com objetivos de fortalecer a categoria de enfermagem, mostrar aos cidadãos a importância da equipe de enfermagem, suas atividades e sensibilizar o governo sobre a sua importante participação em discussões relacionadas às políticas públicas de Saúde. Pensando nesses objetivos, é importante que as unidades de Saúde realizem a implantação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) para que as atividades da equipe de enfermagem sejam organizadas através do Processo de Enfermagem (PE), além de estabelecer as atividades que serão realizadas. Uma enfermagem atuante nos serviços de Saúde é uma das maneiras de demonstrar na prática o valor e a importância desta equipe para a sociedade.

Para realizar a SAE, é importante seguir alguns passos:

  • Escolher a teoria de enfermagem que englobe todos os aspectos holísticos dos indivíduos;
  • Elaborar os instrumentos que serão utilizados, como por exemplo, os formulários da coleta de dados, com base na teoria de enfermagem selecionada;
  • Realizar a definição e priorização dos diagnósticos;
  • Trabalhar em conjunto com as metas terapêuticas. Esse trabalho irá envolver as definições  de intervenções do cuidado;
  • Realizar as evoluções do paciente e do diagnóstico de enfermagem, com base na teoria e estado do paciente.

O Processo de Enfermagem nada mais é do que o sequenciamento metodológico das atividades para orientar os cuidados e atingir as metas terapêuticas estabelecidas para o paciente. Portanto, deve ser realizado em todos os ambientes onde ocorram a assistência de enfermagem, sejam eles públicos ou privados.

Para a implementação do Processo de Enfermagem, é necessário seguir nove passos:

  • Teoria: A teoria de enfermagem escolhida para a SAE é utilizada para nortear a consulta de enfermagem e a investigação, auxiliar na realização da leitura ativa dos pacientes, sempre colocados como foco das atividades para que sejam percebidos na sua totalidade.
  • Coleta de dados: Também conhecida como investigação, é a fase em que o paciente é avaliado, suas queixas são evidenciadas e o enfermeiro poderá identificar inclusive necessidades não verbalizadas;
  • Diagnose: Trata-se da obtenção de todos os diagnósticos de enfermagem relacionados ao paciente;
  • Priorização dos diagnósticos: Os diagnósticos devem ser priorizados conforme a disponibilidade de insumos, pessoas, procedimentos e protocolos adequados, para que a equipe de enfermagem possa realizar as ações mais importantes e que irão agregar valor ao cuidado prestado ao paciente;
  • Elaboração dos resultados: Resultados são os objetivos a serem atingidos através da realização do cuidado relacionado a cada diagnóstico priorizado.
  • Elaboração da Meta: A meta é o conjunto dos resultados a serem atingidos, conforme planejamento dos integrantes da equipe interdisciplinar;
  • Elaboração dos indicadores: indicadores estabelecidos para avaliar a progressão dos resultados esperados;
  • Implementação: Realização das atividades pela equipe de enfermagem, conforme prescrição e orientação do enfermeiro;
  • Avaliação dos resultados esperados: Para a avaliação será realizada a evolução do paciente e dos diagnósticos que foram priorizados para que os resultados sejam comparados com base nos indicadores definidos.

Realizando todas estas etapas a instituição conseguirá estabelecer a realização da sistematização da assistência de enfermagem que consequentemente trará ganhos relacionados à qualidade da assistência e segurança do paciente, assim como auxiliará em processos de acreditações, pois são eles os responsáveis por certificar as metodologias e padrões utilizados na instituição que garantam a qualidade do serviço prestado.

*Priscilla Martins é enfermeira, especialista na área assistencial e consultora da GesSaúde. É classificadora de risco pelo protocolo de Manchester; especialista em enfermagem com ênfase em nefrologia e pós graduada em Gerenciamento de projetos.

Leia também:

Como o exemplo adotado pelo Veterans Health Administration nos EUA pode ajudar na saúde pública brasileira

Gestão Hospitalar: tecnologia digital implica em novos investimentos

Saúde digital: entender a LGPD é o primeiro passo para aproveitar as oportunidades que estão surgindo


7 de maio de 2019 | Atualizado dia 7 de maio de 2019


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão Hospitalar

Stand up corporativo: como transformar relações em resultados

Especialista em liderança e motivação promove reflexão sobre comportamentos e interações entre colaboradores de organizações de Saúde Por Editorial GesSaúde…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Saúde 4.0: o impacto da tecnologia na gestão hospitalar

Especialista em Saúde Digital detalha o potencial de transformação das organizações diante das novas tecnologias Por Editorial GesSaúde A relação…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Gestão de mudanças: a organização está preparada para melhorar a operação?

Estratégia da administração moderna garante aumento de eficiência e preparo do hospital para as transformações em curso Por Fabiana Freitas*…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos