Voltar

Maturidade de gestão hospitalar na era da transformação digital é tema de livro

Coletânea de conteúdos será lançada em março e reunirá conceitos que ajudam a ampliar a qualidade do atendimento ao paciente e os resultados das organizações de Saúde

por editorial GesSaúde

A era digital e o cenário caótico da Saúde no Brasil exigem mudanças urgentes e profundas na gestão hospitalar. Para enfrentar os desafios externos, o ambiente interno deve ser preparado levando-se em consideração os cinco pilares da maturidade de gestão hospitalar: governança corporativa, estratégia empresarial, tecnologias de gestão, gerenciamento de processos e gestão de pessoas. São esses os aspectos abordados no livro “Maturidade de Gestão Hospitalar e Transformação Digital: o novo cenário da Saúde”, que será lançado no dia 15 de março, em São Paulo.

A coletânea de conteúdos, organizada por Roberto Gordilho, conta com colaboração dos maiores especialistas em gestão hospitalar do País, além de curadoria de Fernando Teles de Arruda, coordenador adjunto do curso de Medicina do campus Bela Vista da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) e Airton Viriato, diretor do grupo técnico de gerenciamento hospitalar do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. A proposta da publicação é ajudar hospitais brasileiros a adequarem suas práticas de gestão para, assim, estarem mais preparados para enfrentar os desafios do setor. Isso porque a maior parte dos 6 mil hospitais brasileiros sofre com falta de metodologias e ferramental profissional de gestão.

Historicamente fundados por médicos ou por congregações religiosas, os centros de cuidado foram, durante séculos, pautados única e exclusivamente pelo atendimento aos pacientes, sem um olhar mais profundo e pragmático sobre melhores práticas de gestão. Essa forma de trabalhar fez com que essas entidades fossem penalizadas, principalmente, com o aquecimento da concorrência das últimas décadas. Glosas, dificuldades financeiras, baixa produtividade e perda efetiva de recursos eram sintomas da esmagadora maioria dos hospitais brasileiros. Com a chegada do conceito de transformação digital – que não só informatiza processos, mas exige uma proposta de valor ao mercado totalmente inovadora – a urgência de adotar melhores práticas administrativas, que conduzam à maturidade de gestão hospitalar, ficou ainda maior.

Tempestade perfeita

Roberto Gordilho, fundador da GesSaúde, define o momento atual da Saúde no Brasil como a “tempestade perfeita”. Trata-se da soma da gestão pouco eficiente dos hospitais com o cenário de mudanças externas que, juntos, irão definir, em curto prazo, a forma como as organizações operam, quem sobreviverá e quem se fortalecerá. “O mercado está passando por uma tempestade perfeita, criada por gargalos internos de gestão que acabam por reduzir os resultados, a eficiência e a qualidade do atendimento, somados a um conjunto de desafios externos do setor, tudo acontecendo ao mesmo tempo”, comentou.

Conforme Gordilho, esses desafios externos – que são, em geral, imprevisíveis -, só podem ser vencidos com a profissionalização e o amadurecimento da gestão. “O livro se encaixa nesse contexto de forma a apontar um caminho possível e exequível para que hospitais possam, de maneira estruturada, superar esse momento de adversidade e se preparar para um futuro que já começou.”

Saiba mais sobre os desafios do setor de Saúde no artigo Plano de voo: como os hospitais poderão superar a turbulência em 2018.

 

Serviço:

Lançamento do livro  “Maturidade de Gestão Hospitalar e Transformação Digital: o novo cenário da Saúde”

Data: 15 de março

Horário: 19h

Local: Livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509 – Bela Vista, São Paulo – SP)

 

Saiba mais:

Da contratação à avaliação periódica: o papel do líder na gestão de pessoas

Tecnologias de gestão: passo a passo da migração tecnológica

2017: o ano da maturidade de gestão hospitalar

Foto: Pixabay


16 de Janeiro de 2018 | Atualizado dia 15 de Janeiro de 2018


ÚLTIMAS POSTAGENS

Estratégia Empresarial

Nosso amigo o Prontuário

Olá pessoal, hoje venho conversar um pouco sobre um assunto que frequentemente aparece como importante fragilidade nas visitas de avaliação:…Leia mais.

Maturidade de gestão

STF suspende provisoriamente aumento de planos de Saúde

Especialistas apontam que atual modelo de remuneração visa lucro sobre doenças de pacientes Por editorial GesSaúde A presidente do Supremo…Leia mais.

Tecnologia de Gestão

Saúde 4.0: impactos na cadeia de prestação de serviço na saúde

Novas tecnologias implicam mudanças em contratos e fortalecimento de capacitação dos colaboradores da organização de Saúde Por Agnaldo Bahia As…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos