Voltar

Roberto Gordilho lança hoje livro que aponta caminhos para o futuro da Saúde

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Coletânea de conteúdos sobre maturidade de gestão e transformação digital é apresentada em evento na Livraria Martins Fontes, em São Paulo

por editorial GesSaúde

O setor de Saúde brasileiro enfrenta uma tempestade perfeita. Ela é formada pelo conjunto dos gargalos internos das organizações, somados às mudanças do cenário externo – que são de difícil controle. Do lado de dentro, há sérias deficiências de gestão. E fora estão a necessidade de mudança do modelo de remuneração, transformação digital, movimento de fusões e aquisições e esgotamento do modelo de monetização. Preparar o hospital é o primeiro passo para atravessar a tempestade e se manter vivo e relevante no mercado.

Para contribuir com esse processo de transição das organizações brasileiras e de seus gestores, Roberto Gordilho lança hoje, às 19h, em São Paulo, o livro “Maturidade de Gestão Hospitalar e Transformação Digital: os caminhos para o futuro da Saúde”. O evento, que será realizado na Livraria Martins Fontes, começa com uma palestra, seguida de sessão de autógrafos.

A coletânea de conteúdos conta com colaboração de mais de 20 especialistas em gestão hospitalar do País, além de curadoria de Fernando Teles de Arruda, coordenador adjunto do curso de Medicina do campus Bela Vista da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), e Airton Viriato, diretor do grupo técnico de gerenciamento hospitalar do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. O prefácio é de Raphael Gordilho, médico com MBA em marketing, cofundador e Chief Digital Officer (CDO) da Live Healthcare, e convida à reflexão sobre a forma como as organizações de Saúde são geridas atualmente: com foco no desenvolvimento isolado, entre departamentos, sem visão sistêmica e com finanças obscuras.

De acordo com Roberto Gordilho, a proposta é ajudar os hospitais brasileiros a adequarem suas práticas para, assim, estarem mais preparados para enfrentar os desafios do setor. Isso porque a maior parte dos 6 mil hospitais brasileiros sofre com falta de metodologias e ferramental profissional de gestão.

O livro reúne temas que abordam os cinco pilares para alcançar a maturidade de gestão hospitalar: governança corporativa, estratégia empresarial, tecnologias de gestão, gerenciamento de processos e gestão de pessoas. “Essa é a base conceitual necessária para que os gestores amadureçam e, assim, ajudem a organização que lideram a evoluir. Sem esse movimento, os hospitais correm o risco de desaparecer em meio ao turbulento cenário da Saúde nacional”, avalia Gordilho.

O livro já está disponível em uma promoção de lançamento na GesSaúdeShop e, após o lançamento, poderá ser encontrado nas maiores livrarias do País.

Serviço:

Lançamento do livro  “Maturidade de Gestão Hospitalar e Transformação Digital: os caminhos para o futuro da Saúde”

Data: 15 de março de 2018

Horário: 19h

Local: Livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509 – Bela Vista, São Paulo – SP)

 

Saiba mais:

Plano de voo: como os hospitais poderão superar a turbulência em 2018?

Maturidade de gestão hospitalar: hospitais devem se juntar para sobreviver

A transformação digital vai, enfim, fazer dos hospitais instituições de Saúde

Foto: Freepik


15 de março de 2018 | Atualizado dia 16 de outubro de 2018


ÚLTIMAS POSTAGENS

Estratégia Empresarial

De quem é a culpa da superlotação dos serviços de urgência e emergência?

É possível notar que esse é um problema relacionado ao gerenciamento precário dos leitos e uma das formas de melhorar…Leia mais.

Estratégia Empresarial

Santa Casa da Bahia melhora processos com a implantação do Lean Healthcare

Processo de evolução será apresentado no I Congresso de Maturidade de Gestão em Saúde Por Editorial GesSaúde O Hospital Santa…Leia mais.

Editorial GesSaúde

Do papel ao digital: por que agregar inteligência nas receitas de medicamentos pode melhorar a qualidade no atendimento hospitalar

Anuário aponta que, em 2017, eventos adversos graves foram responsáveis por mais de 54 mil mortes em todo o sistema…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos