Voltar

Tecnologia deve ser principal aliada da gestão na humanização da Saúde

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Automação e robotização de processos só serão eficientes se gestor souber aplicar conceitos de humanização

Por Editorial GesSaúde

O conceito de humanização da Saúde é, muitas vezes, interpretado de forma incompleta por diversas organizações do setor no País. A relação direta entre profissionais e pacientes na ala assistencial é apenas uma peça do sistema humanizado. Especialistas explicam que o gestor deve ter uma visão holística da instituição, com foco direto nos colaboradores, que são os agentes responsáveis por cada ação na operação do negócio. Além disso, a gestão deve ser clara e totalmente voltada para resultados. A tecnologia entra nesse circuito como facilitadora da humanização.

De acordo com o Ministério da Saúde, responsável pela implantação da Política Nacional de Humanização, esse conceito é “a valorização dos usuários, trabalhadores e gestores no processo de produção de saúde. Valorizar os sujeitos é oportunizar uma maior autonomia, a ampliação da sua capacidade de transformar a realidade em que vivem, através da responsabilidade compartilhada, da criação de vínculos solidários, da participação coletiva nos processos de gestão e de produção de saúde”.

Para o médico Fernando Teles de Arruda, coordenador adjunto do curso de medicina da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), o processo de humanização vai além do contato direto entre profissionais e os pacientes. “A humanização deve permear todo o ciclo assistencial, desde que o paciente entra na instituição ou até mesmo na hora de marcar a consulta. Todo esse percurso é regido por vários atores e processos”, salientou o especialista que será um dos moderadores durante o I Congresso Brasileiro de Maturidade de Gestão na Saúde, que acontece em dezembro, em São Paulo.

“Para alcançar a humanização, a gestão tem de ser eficiente, enxuta, voltada para resultados. Ela permite que a pessoa que transpassa essa linha de cuidado tenha experiências positivas, objetivos alcançados ou, ao menos, esclarecidos. Tem muito a ver com gestão otimizar processos, valorizar pessoas, educação permanente, educação continuada”, explicou. Com a transformação da gestão voltada para a humanização, a aplicação de tecnologia irá melhorar a execução dos processos em cada ponta da operação do negócio. “A tecnologia é o meio pelo qual esses profissionais que prestam o cuidado terão disponíveis informações que auxiliarão na humanização da assistência”, explicou Arruda.

Gestão madura

O médico avalia que grande parte das instituições de Saúde no País ainda possuem “visão dura” sobre o conceito de humanização. “Dá para perceber que as instituições de ponta trabalham a segurança do paciente com o uso de tecnologia que otimiza processos, o que acaba passando pela visão do paciente como um processo humanizado. O uso da tecnologia permite que, de fato, o paciente participe do tratamento, sabendo e compreendendo cada etapa, o medicamento que está tomando, a quem deve chamar caso se sinta mal, ser tratado pelo nome, saber para qual ala está sendo encaminhado”, exemplificou.

A realidade, de acordo com o especialista, ainda é outra. “Temos muitas instituições que não possuem esse sistema de humanização. É uma visão mais dura, em que acreditam que humanizar é abrir um horário de visita, instituições que ainda possuem uma gestão médico-centralizada, em que a conduta do médico, os resultados do médico ainda são muito importantes”, disse.

O caminho para a mudança começa, primeiro, com a alteração da mentalidade, que deve voltar a prática assistencial para colocar a humanização como um objetivo a ser buscado em cada etapa de cada processo.

Saiba mais:

Saúde no País perde U$ 18 bilhões por ineficiência e má gestão 

Modelos de remuneração alternativos geram mais valor para organizações de Saúde

Agilidade e inovação na gestão de Saúde


29 de outubro de 2018 | Atualizado dia 30 de outubro de 2018


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão Hospitalar

Resultado e profissionalização da gestão, este é o nome do jogo na Saúde

É o momento de os hospitais avançarem na profissionalização dos processos de gestão para enfrentar as transformações que estão ocorrendo…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Telemedicina ganha novas aplicações na Saúde Pública

Especialista ressalta que o uso da tecnologia e a comunicação virtual já são usados em diversos países Por Editorial GesSaúde…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Líder de área e dono de processos: qual a diferença e importância na gestão

O papel e perfil de cada profissional é marcante na garantia de rotinas executadas de forma correta e na entrega…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos