Voltar

Transformação digital: como preparar o hospital para implantação de novas tecnologias

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Equipamentos e programas complexos podem auxiliar a gestão no cuidado e segurança do cliente

Por Editorial GesSaúde

Alinhar capacitação e engajamento de colaboradores, com processos claros e bem estruturados é o melhor ensejo para permitir a implantação de inovações tecnológicas no hospital. Porém, o gestor deve compreender as necessidades da organização e estar atualizado sobre os recursos digitais disponíveis no mercado para, então, elaborar um plano de aquisição de equipamentos e softwares para melhorar a estrutura hospitalar e, principalmente, o atendimento ao cliente. Incorporar tecnologia de ponta no hospital significa não apenas melhoria no atendimento, mas fazer parte de uma tendência social contemporânea. Todos os clientes já estão globalmente conectados.

Um dos grandes desafios da Saúde é que as entidades hospitalares encarem a tecnologia como principal aliada para o aumento da qualidade dos serviços prestados e também do faturamento. A Revolução Industrial 4.0 está transformando todos os mercados e os players de Saúde devem evitar encarar como desnecessários os custos com máquinas e programas. De outro modo, sem planejamento estratégico e engajamento dos recursos humanos, a modernização tecnológica de um hospital pode gerar prejuízos altos.

Prejuízo

Fechado em março de 2018, o Índice de Variação do Custo Médico-Hospitalar (VCMH) registrou alta de 16,9% nos 12 anteriores. Conforme o Instituto de Estudos da Saúde Suplementar, esse crescimento foi muito superior à oscilação da inflação geral do País, medida pelo IPCA, que registrou aumento de 2,7% no mesmo período. De acordo com o Instituto, isso se deve à a adoção de novas tecnologias sem a exigência de estudos de custo-efetividade e análise do sistema para absorver o incremento de despesas.

Para evitar o desmoronamento financeiro e poder implantar novas tecnologias, o gestor deve avaliar, além de tudo, a complexidade para adaptação dos colaboradores com os equipamentos instalados, os benefícios a longo e médio prazos, quais são os processos que serão acelerados ou mesmo eliminados e de que forma todo o hospital será impactados com as inovações.

Inteligência das Coisas (IoT), inteligência artificial, Big Data, Impressão 3D e Realidade Mista/Simulação Virtual já fazem parte da rotina de muitos hospitais brasileiros. No Hospital das Clinicas, por exemplo, o uso da realidade aumentada é aplicado para o diagnóstico do Alzheimer. Contudo, é preciso aplicar tecnologia em favor da gestão hospitalar, ou seja, o backoffice. Softwares de processamento de dados e mapeamento de tarefas tornam-se ferramentas necessárias para a fiscalização e gestão de insumos. O faturamento compreendido como processo também pode ser simplificado e reduzidos os erros nas operações.

Recursos Humanos

Mas antes de planejar a compra de novas tecnologias, é preciso engajar todas as equipes que estarão envolvidas com os equipamentos. O gestor deve identificar as lideranças capazes de agremiar os colaboradores para o uso dos recursos digitais. Todos os funcionários devem compreender a necessidade da ferramenta e as melhorias que surgirão. Assim, antes da instalação dos equipamentos os grupos de colaboradores devem passar por capacitação, a depender da complexidade dos recursos digitais adquiridos. Essa é uma forma de não apenas garantir o uso correto dos equipamentos, mas também de mostrar aos colaboradores que a organização possui preocupação com a qualificação de seus funcionários.

Saiba mais:

Canal GesSaúde: vídeos mais acessados em 2018

Gestão Hospitalar: textos mais lidos de 2018

Atribuição dos médicos na gestão de Saúde


7 de janeiro de 2019 | Atualizado dia 7 de janeiro de 2019


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão Hospitalar

Prematuridade: a importância da tecnologia na hora de salvar a vida de prematuros

Na Saúde, encontrar novas formas de aumentar o número de vidas salvas é um desafio constante Por Dra Karin Schmidt Rodrigues…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Qual a importância da educação médica continuada para a efetividade clínica

É preciso investir em novas abordagens de capacitação para aproximar o médico do conhecimento Por Eleonora Sertorio Por mais amplas e…Leia mais.

Gestão Hospitalar

Como captar recursos para reestruturação de hospitais filantrópicos

Linhas de crédito para a Saúde e legislação específica devem ser utilizadas para aprimorar a gestão Por Editorial GesSaúde A…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos