Como as evidências apoiam as farmácias clínicas e trazem segurança na prescrição de medicamentos - GesSaúde
Voltar

Como as evidências apoiam as farmácias clínicas e trazem segurança na prescrição de medicamentos

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Por Nayara Gerez*  

Garantir a segurança na prescrição dos medicamentos e também na administração é uma preocupação cada vez mais crescente nas instituições de Saúde.  E dentro desse contexto as farmácias clínicas e os profissionais que atuam nessa área têm emergido como peças importantes na busca para melhorar a qualidade da Saúde e alcançar a efetividade clínica.

Protocolos, regulamentações e ações que visam garantir a segurança nessa etapa tão crucial do tratamento estão sendo cada vez mais priorizados e implementados nos hospitais. O tema “segurança na prescrição e administração de medicamentos” tem sido muito discutido ganhado repercussão também aqui no Brasil.

A farmácia hospitalar ou farmácia clínica vem passando por mudanças significativas nos últimos anos. Porém como tudo na Saúde, coexistem diversas realidades no Brasil. Vemos desde farmácias extremamente modernas, prestando toda a gama de serviços, até o outro extremo, com hospitais com a ausência de farmacêutico.

Imagine um hospital com 200 pacientes internados, cada um com uma prescrição, que preveja a administração de 10 medicamentos por dia.  Ou seja, são cerca de duas mil prescrições diárias, no mínimo. Supondo que o objetivo seja revisar 80% das suas prescrições diárias. Quantas pessoas dedicadas seriam necessárias? Indo mais a fundo, e a complexidade disso? Imagine olhar para cada uma dessas duas mil prescrições diárias e analisar aspectos como: dose, apresentação, concentração, via de administração, posologia, diluente, velocidade de infusão, tempo de infusão, indicação, contraindicação, duplicidade terapêutica, interação medicamento-medicamento e medicamento-alimento, possíveis alergias e por aí vai. Isso porque estamos sendo modestos com relação à quantidade de prescrições e variáveis, dependendo do número de leitos da instituição e de sua complexidade.

O desafio, porém, vai além do fato de que a maioria dos hospitais dispõe de equipes pequenas para essa função. Existe uma segunda questão importante: a atualização do conteúdo de referência e a facilidade e a agilidade com que essas informações podem ser acessadas. Um acervo de livros, por questões práticas bastante óbvias, não seria a solução mais plausível nesse ambiente crítico e que exige agilidade e precisão, ao mesmo tempo. E o argumento de que os profissionais não possuem dúvidas não se sustenta. As dúvidas clínicas, sobre a melhor terapia, sobre a forma mais adequada para administrar surgem a todo tempo, independente da especialidade e dos anos de experiência. Cabe ao profissional que está à frente do cuidado ao paciente saber se ele segue prestando os cuidados mesmo com estas dúvidas. Na prática, com muita frequência, até mesmo pela urgência, muitas das decisões são tomadas por cultura, empirismo, pré-conceitos e não com base em conhecimentos, em evidências. 

Nesse sentido, os recursos de suporte à decisão são importantes aliados, sustentando a participação do farmacêutico no cuidado do paciente, de forma colaborativa com o médico e melhorando a eficiência e os resultados do uso de medicamentos. Eles auxiliam na prescrição, sugerindo doses e alertando sobre possíveis interações, tudo com o intuito de otimizar o tratamento e aumentar ainda mais a segurança do paciente.

 Em suma, levando em consideração o elevado volume de prescrições que ocorrem dentro das instituições, sem o apoio efetivo da tecnologia e dos recursos de suporte à decisão medicamentosa, fica bastante difícil perseguir o objetivo de se atingir 100% de avaliação das prescrições. Quanto mais bem informados e amparados pela tecnologia estiverem os profissionais da Saúde mais sucesso e segurança na prescrição, avaliação, dispensação e administração de medicamentos o ecossistema de Saúde terá.

Nayara Gerez é enfermeira formada pela USC e Kent State University/ USA, mestre em ciências da Saúde pela UNIFESP e atualmente Customer Sucess Specialist da Wolters Kluwer Health, líder mundial no fornecimento de soluções e informações para o momento de cuidados ao paciente para a indústria de Saúde. 

Saiba mais:

Atendimento ao SUS demanda gestão de recursos e otimização financeira

A importância de mensurar a experiência e satisfação do paciente

Gestão por processos: não perca a capacidade de se indignar


1 de abril de 2019 | Atualizado dia 20 de abril de 2019


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão da Saúde

Experiência do cliente e a importância do BPM na Saúde

Gerenciamento de processos executado de forma eficaz contribui para a satisfação e experiência do cliente Por Fabiana Freitas A experiência…Leia mais.

Gestão da Saúde

Estratégia competitiva como forma de perpetuar a organização

Em um cenário de competitividade extrema e de transformações constantes, a estratégia competitiva é fundamental para o negócio Por Roberto…Leia mais.

Gestão da Saúde

Entenda o processo de modernização da gestão

Engajamento e treinamento de pessoas fazem parte do amadurecimento e processo de modernização da gestão Por Roberto Gordilho A visão…Leia mais.

Gestão da Saúde

Gestão do capital: entenda o movimento de financeirização na Saúde

De milhões para bilhões de reais, o setor de Saúde precisa de profissionalizar a gestão do capital Por Roberto Gordilho…Leia mais.

Gestão da Saúde

Por que o modelo de remuneração torna a Saúde ineficiente

Volume de procedimentos gerado e repasse de reajustes para clientes, são algumas das dificuldades do atual modelo de remuneração Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

Oportunidades de crescimento da Saúde no Brasil

Análise mercadológica e econômica apresenta bons motivos para organizações apostarem na Saúde no Brasil Por Editorial GesSaúde As oportunidades de…Leia mais.

Gestão da Saúde

A prescrição digital pode combater as fraudes de receita médica?

Por Rafael Moraes* A falsificação de documentos médicos é mais comum do que se pode imaginar. Para se ter uma…Leia mais.

Gestão da Saúde

Entenda o valor na Saúde para os 4 principais atores

Entrega de resultados e eficiência demanda que o gestor saiba oferecer valor na Saúde para os stakeholders Por Roberto Gordilho…Leia mais.

Gestão da Saúde

Planejamento estratégico: a importância do acompanhamento

A segurança do negócio e o alcance de metas exige acompanhamento rotineiro do planejamento estratégico Por Roberto Gordilho O final…Leia mais.

Gestão da Saúde

Cenários para enriquecer o planejamento estratégico

Ambientes externos e internos devem ser avaliados durante a produção do planejamento estratégico para a instituição Por Roberto Gordilho A…Leia mais.

Gestão da Saúde

Como alinhar a estratégia empresarial ao modelo operacional

Maturidade de gestão é o caminho para que a estratégia empresarial seja alinhada ao modelo de operação da instituição Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

Tempestade perfeita: por que a Saúde é diferente

Manter a segurança do negócio e o crescimento demanda buscar oportunidades nas transformações da tempestade perfeita Por Roberto Gordilho Uma…Leia mais.

Gestão da Saúde

A expectativa do cliente da Saúde mudou

Organizações precisam mudar o mindset para compreender a expectativa do cliente da Saúde Por Roberto Gordilho As  novas tecnologias, a…Leia mais.

Gestão da Saúde

Planejamento estratégico: como aplicar o 5W2H na gestão da Saúde

Ferramenta auxilia a identificar e especificar estratégias que devem constar no planejamento estratégico da organização Por Editorial GesSaúde Melhorar a…Leia mais.

Gestão da Saúde

Incorporar soluções de suporte à decisão clínica ao fluxo de trabalho pode fazer a diferença na Saúde

Em épocas de internet of things (IoT), inteligência artificial, realidade aumentada, big data, fica meio difícil imaginar nossas vidas sem…Leia mais.

Gestão da Saúde

Gestores extraordinários: o passo a passo para o sucesso

Roberto Gordilho apresenta curso inovador para todos que ocupam ou querem ocupar cargos de gestão e se tornarem gestores extraordinários…Leia mais.

Gestão da Saúde

Maturidade de gestão: vídeos mais acessados de 2019

Roberto Gordilho apresenta os conceitos mais relevantes para a maturidade de gestão na Saúde no canal GesSaúde do Youtube Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

O que é maturidade de gestão na Saúde

Entenda o conceito de maturidade de gestão na Saúde.

Gestão Hospitalar

Gestão hospitalar: 10 artigos mais lidos do Portal GesSaúde

2019 foi um ano de transformações na Saúde em que os principais conceitos de gestão hospitalar foram fundamentais para os…Leia mais.

Gestão da Saúde

Ação imediata: entenda como o gestor pode usar essa estratégia

Plano de ação imediata é uma ferramenta de correção de erros a fim de antever cenários e determinar a melhor…Leia mais.

Gestão da Saúde

O plano de ação para organizações de Saúde

Ferramenta de acompanhamento do planejamento, o plano de ação é fundamental para atingir metas e objetivos Por Editorial GesSaúde Como…Leia mais.

Estratégia Empresarial

Planejamento em Saúde: a importância de objetivos e metas bem definidas

Estabelecer metas, avaliar e metrificar resultados fazem parte do processo do planejamento em Saúde Por Editorial GesSaúde A operação dos…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos