Cultura organizacional, qual a sua importância para o Hospital? - GesSaúde
Voltar

Cultura organizacional, qual a sua importância para o Hospital?

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Por Fabiana Freitas*

A cultura organizacional expressa o jeito como a instituição funciona, como ela negocia, como ela é percebida internamente e externamente, ou seja, é sua essência. Através dela os colaboradores, fornecedores, prestadores, clientes e sociedade entendem como a organização atua, qual seu modus operandi, quais são seus hábitos, valores e crenças.

A cultura da organização tem papel fundamental para apoiar e criar uma sinergia que facilita o direcionamento da operação alinhada à estratégia da organização, pois ela tem um reflexo direto em pessoas: em comportamento e no reflexo de como as pessoas operam dentro da instituição. E falando em hospital é possível imaginar como essa complexidade e importância aumenta, pois apesar de todas as ferramentas de gestão e tecnologia, o hospital tem como core pessoas cuidando de pessoas, a assistência é o seu objetivo e é muito comum que se esqueça das pessoas no ambiente organizacional. 

Diria que a cultura organizacional é algo que é construído de forma orgânica, no dia a dia das instituições. Se é orgânico por que se preocupar? A diferença é que ela pode receber o reforço e orientação para que essa consolidação, mesmo que orgânica, reflita e oriente as pessoas para o objetivo, valores e hábitos da organização ou ela vai ser consolidada conforme cada grupo de pessoas atua, o que é um risco pois a construção é desordenada, não é pensada e se desenvolverá por conta própria.

Um hospital com uma cultura organizacional forte engaja as pessoas, cria uma relação entre colaborador e organização e a tendência é que o perfil de quem trabalha esteja alinhado com o que o hospital busca como resultado. Essa relação ajuda no crescimento tanto do hospital como do colaborador, pois ambos buscam os resultados de forma sinérgica, existe inter-relação, porém, quando a cultura é definida de forma não pensada pode causar problemas internos no ambiente de trabalho que amplia esse feito negativo para a produtividade e consequentemente na forma que o hospital é percebido pelos clientes e pela sociedade. 

A cultura organizacional deve estar presente e fazer parte do dia a dia, envolvendo todos os setores do hospital, do segurança passando assistência, backoffice à alta gestão. É fundamental ser transparente e passar com muita clareza quais são os valores, visão e ideias em que a organização acredita e quais são seus objetivos. Essa ação faz com que todos conheçam onde trabalham e onde é possível chegar, trazendo harmonia e a melhor produtividade.

cultura organizacional quando bem trabalhada traz diversos benefícios, como:

  • Direcionamento para metas e políticas de relacionamento;
  • Aumento da produtividade;
  • Redução de problemas;
  • Os verdadeiros interesses da instituição são priorizados e a competição tem uma característica saudável.; 
  • Aumento no comprometimento e satisfação dos colaboradores.

É importante frisar que para construir uma cultura organizacional alinhada com os objetivos da organização é preciso antes de tudo definir e conhecer “esses objetivos”, não tem como levar um barco para atracar em um porto seguro se não houver um destino e uma rota traçada.

O alcance de melhores resultados sob uma visão geral, dando importância ao principal recurso de um hospital “as pessoas”, essa é a importância da cultura organizacional para a sua sustentabilidade e crescimento.

*Fabiana Freitas é sócia da GesSaúde. Administradora, também é especialista em gerenciamento de processos com foco em BPM e modelagem por BPMN. Possui especialização em desenvolvimento e gerenciamento integrado, bem como logística empresarial.

Leia também:

Inteligência artificial na Saúde: reduzindo a variabilidade de cuidado

Novas tecnologias transformam relação entre organizações de Saúde e clientes

Certificações e acreditações atestam a qualidade das organizações de Saúde


22 de agosto de 2019 | Atualizado dia 27 de agosto de 2019


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão da Saúde

Experiência do cliente e a importância do BPM na Saúde

Gerenciamento de processos executado de forma eficaz contribui para a satisfação e experiência do cliente Por Fabiana Freitas A experiência…Leia mais.

Gestão da Saúde

Estratégia competitiva como forma de perpetuar a organização

Em um cenário de competitividade extrema e de transformações constantes, a estratégia competitiva é fundamental para o negócio Por Roberto…Leia mais.

Gestão da Saúde

Entenda o processo de modernização da gestão

Engajamento e treinamento de pessoas fazem parte do amadurecimento e processo de modernização da gestão Por Roberto Gordilho A visão…Leia mais.

Gestão da Saúde

Gestão do capital: entenda o movimento de financeirização na Saúde

De milhões para bilhões de reais, o setor de Saúde precisa de profissionalizar a gestão do capital Por Roberto Gordilho…Leia mais.

Gestão da Saúde

Por que o modelo de remuneração torna a Saúde ineficiente

Volume de procedimentos gerado e repasse de reajustes para clientes, são algumas das dificuldades do atual modelo de remuneração Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

Oportunidades de crescimento da Saúde no Brasil

Análise mercadológica e econômica apresenta bons motivos para organizações apostarem na Saúde no Brasil Por Editorial GesSaúde As oportunidades de…Leia mais.

Gestão da Saúde

A prescrição digital pode combater as fraudes de receita médica?

Por Rafael Moraes* A falsificação de documentos médicos é mais comum do que se pode imaginar. Para se ter uma…Leia mais.

Gestão da Saúde

Entenda o valor na Saúde para os 4 principais atores

Entrega de resultados e eficiência demanda que o gestor saiba oferecer valor na Saúde para os stakeholders Por Roberto Gordilho…Leia mais.

Gestão da Saúde

Planejamento estratégico: a importância do acompanhamento

A segurança do negócio e o alcance de metas exige acompanhamento rotineiro do planejamento estratégico Por Roberto Gordilho O final…Leia mais.

Gestão da Saúde

Cenários para enriquecer o planejamento estratégico

Ambientes externos e internos devem ser avaliados durante a produção do planejamento estratégico para a instituição Por Roberto Gordilho A…Leia mais.

Gestão da Saúde

Como alinhar a estratégia empresarial ao modelo operacional

Maturidade de gestão é o caminho para que a estratégia empresarial seja alinhada ao modelo de operação da instituição Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

Tempestade perfeita: por que a Saúde é diferente

Manter a segurança do negócio e o crescimento demanda buscar oportunidades nas transformações da tempestade perfeita Por Roberto Gordilho Uma…Leia mais.

Gestão da Saúde

A expectativa do cliente da Saúde mudou

Organizações precisam mudar o mindset para compreender a expectativa do cliente da Saúde Por Roberto Gordilho As  novas tecnologias, a…Leia mais.

Gestão da Saúde

Planejamento estratégico: como aplicar o 5W2H na gestão da Saúde

Ferramenta auxilia a identificar e especificar estratégias que devem constar no planejamento estratégico da organização Por Editorial GesSaúde Melhorar a…Leia mais.

Gestão da Saúde

Incorporar soluções de suporte à decisão clínica ao fluxo de trabalho pode fazer a diferença na Saúde

Em épocas de internet of things (IoT), inteligência artificial, realidade aumentada, big data, fica meio difícil imaginar nossas vidas sem…Leia mais.

Gestão da Saúde

Gestores extraordinários: o passo a passo para o sucesso

Roberto Gordilho apresenta curso inovador para todos que ocupam ou querem ocupar cargos de gestão e se tornarem gestores extraordinários…Leia mais.

Gestão da Saúde

Maturidade de gestão: vídeos mais acessados de 2019

Roberto Gordilho apresenta os conceitos mais relevantes para a maturidade de gestão na Saúde no canal GesSaúde do Youtube Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

O que é maturidade de gestão na Saúde

Entenda o conceito de maturidade de gestão na Saúde.

Gestão Hospitalar

Gestão hospitalar: 10 artigos mais lidos do Portal GesSaúde

2019 foi um ano de transformações na Saúde em que os principais conceitos de gestão hospitalar foram fundamentais para os…Leia mais.

Gestão da Saúde

Ação imediata: entenda como o gestor pode usar essa estratégia

Plano de ação imediata é uma ferramenta de correção de erros a fim de antever cenários e determinar a melhor…Leia mais.

Gestão da Saúde

O plano de ação para organizações de Saúde

Ferramenta de acompanhamento do planejamento, o plano de ação é fundamental para atingir metas e objetivos Por Editorial GesSaúde Como…Leia mais.

Estratégia Empresarial

Planejamento em Saúde: a importância de objetivos e metas bem definidas

Estabelecer metas, avaliar e metrificar resultados fazem parte do processo do planejamento em Saúde Por Editorial GesSaúde A operação dos…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos