Voltar

Enfermagem: profissional capacitado e perfil de liderança garantem segurança do paciente

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Assistência com envolvimento da família e acompanhantes no cuidado amplia qualidade e resultados das organizações de Saúde

Por Priscilla Martins

O atendimento de enfermagem é essencial para a qualidade da assistência. A equipe deve ser liderada de forma estratégica, tendo como parâmetros os recursos, valores e objetivos do hospital. Do ponto de vista gerencial, o time de enfermagem garante a aproximação entre usuário e organização de Saúde, o que gera dados qualificados para a gestão aprimorar e personalizar cada vez mais o atendimento.

O enfermeiro deve estar capacitado para gerir a equipe, com foco na visão estratégica para melhoria dos resultados e realizar o planejamento dos processos assistenciais colocando em prática, e como cultura das organizações, as ações que garantam a qualidade da assistência e a segurança do paciente. Liderança é a característica essencial para que uma gestão de enfermagem participativa consiga o engajamento do time e garanta a execução dos processos visando melhor performance da equipe, com cuidado humanizado baseado em práticas assistenciais que garantam a satisfação do cliente. A gestão hospitalar deve compreender que a equipe de enfermagem atua com o cuidado ininterrupto e que o enfermeiro deve possuir autonomia na avaliação do paciente, levando sempre em consideração as boas práticas dos processos de enfermagem.

Segurança e qualidade

O líder é o profissional que assume responsabilidade, sabe delegar e motivar os envolvidos no processo e utiliza as situações de conflito como oportunidades de aprendizado e melhoria para si e seus liderados. Isso significa que o enfermeiro deve ter uma boa comunicação não apenas com os colaboradores, mas com os times de backoffice e familiares ou acompanhantes do paciente. A experiência do paciente é mensurada de diversas formas e para que seja positiva é necessária a realização do cuidado de forma homogênea sempre levando em consideração os valores e objetivos do paciente, pois pacientes e acompanhantes com experiências positivas possuem maior engajamento no tratamento. Sendo assim, é necessário compreender as necessidades básicas e o perfil do paciente para que familiares e acompanhantes sejam envolvidos e orientados em relação ao cuidado e sejam aliados dos processos de segurança.

Assim, o perfil do profissional de enfermagem tem um papel forte de gestão. Deve lidar e avaliar processos, responder pelas ações das equipes e administrar os serviços de assistência. Em uma organização de Saúde com gestão madura, o cliente está sempre no centro do negócio. E o enfermeiro assume participação ativa na obtenção desse objetivo. A alta gestão de um hospital deve compreender esse perfil, além dos valores que uma equipe de enfermagem estrategicamente liderada agrega ao atendimento e, principalmente, à constante evolução na qualidade dos serviços de assistência e segurança do paciente.

Priscilla Martins é enfermeira, especialista na área assistencial e consultora da GesSaúde. É classificadora de risco pelo protocolo de Manchester; especialista em enfermagem com ênfase em nefrologia e pós graduada em Gerenciamento de projetos.

Saiba mais:

Prematuridade: a importância da tecnologia na hora de salvar vidas e prematuros

Qual a importância da educação médica continuada para a efetividade clinica

Como captar recursos para a reestruturação de hospitais filantrópicos


24 de janeiro de 2019 | Atualizado dia 24 de janeiro de 2019


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão da Saúde

Certificações e acreditações atestam qualidade das organizações de Saúde

Uma instituição regida por normas oficiais obtém não apenas um diferencial mercadológico, mas também fornece confiança aos clientes Por Priscilla…Leia mais.

Gestão da Saúde

Process mining como estratégia de melhoria da jornada do paciente

Especialista apresenta as vantagens de aliar às novas tecnologias, como a inteligência artificial,  para um percurso assistencial mais orientado ao…Leia mais.

Gestão da Saúde

Estratégias de comunicação eficaz entre as equipes e pacientes

Times de atendimento precisam estar amparados por processos claros de comunicação e aproximar o paciente das informações transmitidas Por Priscilla…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos