Hospital digital: revisão de processos deve ser feita antes de investir em tecnologia - GesSaúde
Voltar

Hospital digital: revisão de processos deve ser feita antes de investir em tecnologia

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Santa Casa da Bahia conquista HIMSS nível 7 e aumenta segurança dos pacientes e da informação armazenada pelo hospital

Por Editorial GesSaúde

O hospital digital é um conceito que caracteriza uma organização de Saúde modernizada e com ferramentas tecnológicas que visam o aumento da eficiência da operação do negócio e a redução do tempo gasto com tarefas repetitivas, por exemplo. Para atingir a transformação digital, contudo, não basta apenas digitalizar documentos e arquivos. O grande desafio para atingir a qualificação de hospital digital está no gerenciamento de processos, organização de rotinas e a estruturação de um bom planejamento estratégico antes de investir em ferramentas tecnológicas.

“Adotar a cultura paperless, ou seja, abandonar o uso do papel, não é o suficiente. É preciso revisar os processos antes de digitalizá-los. Esse passo é importante antes que rotinas sejam automatizadas e possam fornecer mais tempo para as equipes centralizarem a atenção para o atendimento aos pacientes”, comentou Mônica Bezerra, diretora administrativa do Hospital Santa Izabel, a Santa Casa da Bahia. A organização conquistou em outubro deste ano o nível 7 da certificação Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS).

A gestora explica que o caminho para o hospital digital envolve também a escolha das tecnologias que melhor se adequam à estrutura e realidade do hospital. “Por exemplo, temos uma ferramenta que durante o atendimento no consultório faz a análise de todo o histórico do paciente, como dietas e condições de saúde oferecendo ao médico todas as informações para a dosagem do medicamento que será prescrito. Isso sempre foi feito pelos profissionais, porém, ao repassar esse processo para a máquina, o médico tem mais tempo para dedicar uma atenção ainda maior ao paciente”, exemplificou Mônica.

Segurança

Um dos grandes benefícios que o Hospital Santa Izabel conquistou ao se tornar digital foi a segurança de dados e também dos pacientes. Para isso, a instituição teve de investir em equipamentos como data center, sistema integrado de gestão e uma rede de conexão de internet sem fio para o acesso remoto das informações em qualquer área do prédio. “Após organizar os processos, com uma revisão sistemática, digitalizamos as informações e precisamos armazená-las em uma central de processamento segura, além da integração de todas as informações”, explicou a gestora da Santa Casa da Bahia. “Isso permitiu maior segurança para os dados coletados. Além disso, a automação de diversas tarefas permitiu que os profissionais da assistência tenham mais tempo para se dedicar aos pacientes, o que também reflete no aumento de segurança”. 

Para conquistar o mais alto nível da certificação HIMSS, o Hospital Santa Izabel passou por uma fase de reestruturação organizacional de cinco anos. “Elaboramos um planejamento antes de executarmos essa transformação. Em 2014 contávamos com alguns recursos tecnológicos, como prontuário eletrônico e um sistema integrado de gestão próprio. Após diversas mudanças, em 2016 conquistamos o nível 6 da certificação. A caminhada não parou por aí. Continuamos com a estruturação dos processos, engajamento e capacitação das equipes. Em 2018 tivemos o último sprint para deixar a casa organizada e, assim, chegarmos ao nível 7 da HIMSS. Mas sem repensar toda a gestão de nada adianta investir em tecnologia”, pontuou Mônica.

Leia também:

Conheça os 4 desafios da LGPD para as organizações de Saúde

7 estratégias para aumentar a eficiência do gerenciamento de leitos

Mudanças comportamentais ajudam a reduzir a variabilidade do cuidado


12 de novembro de 2019 | Atualizado dia 12 de novembro de 2019


ÚLTIMAS POSTAGENS

Estratégia Empresarial

Planejamento em Saúde: a importância de objetivos e metas bem definidas

Estabelecer metas, avaliar e metrificar resultados fazem parte do processo do planejamento em Saúde Por Editorial GesSaúde A operação dos…Leia mais.

Gestão da Saúde

Transformação digital na Saúde: como reduzir erros e ampliar a qualidade

Prontuário eletrônico, digitalização de informações e fim das prescrições em papel auxiliaram na conquista da certificação QMentum Internacional A prescrição…Leia mais.

Gestão da Saúde

GesSaúde lança curso Maturidade de Gestão e Transformação Digital na Saúde

Mudanças no setor exigem gestores capacitados e atualizados com os conceitos de maturidade de gestão Por Editorial GesSaúde A Saúde…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos